Convivência familiar na quarentena: 7 dicas para fortalecer os vínculos afetivos

Atualizado: Jan 20


Mas, com a pandemia, fomos forçados a sair do piloto automático e olhar com mais calma para nossas rotinas, repensar nossas prioridades e fortalecer nossas relações familiares.

A convivência familiar nem sempre é fácil, ainda mais em tempos de quarentena, em que temos que passar 24h por dia juntos, dividindo o mesmo teto em todas as atividades diárias. Para pais e mães que estão em home office precisam conciliar a rotina de trabalho, os cuidados com a casa e as crianças – tudo isso sem deixar de lado o diálogo e a compreensão.

Não é uma tarefa simples, mas essa é uma oportunidade única para estreitar os laços afetivos, tornando o lar um lugar seguro física e emocionalmente.

Neste artigo, preparamos algumas dicas para promover a união familiar, especialmente durante o período de isolamento social. Confira!

Dicas para fortalecer a união familiar na quarentena

1. Reunir a família ao redor da mesa

Esse é um hábito antigo que infelizmente vem se perdendo com a rotina corrida de muitas famílias. Mas nos sentarmos todos juntos para fazer uma refeição é essencial para nutrir não somente o corpo, mas também para criar e fortalecer vínculos, colocar as novidades em dia e criar memórias afetivas.

É importante que esses momentos sejam livres de distrações de celulares ou televisão – é hora de conversar olhando no olho, apreciando os sabores das refeições.

2. Repensar (juntos) a rotina familiar

Estamos todos em casa, mas cada um ainda tem sua própria rotina – ainda mais para quem está fazendo home office ou já começou a trabalhar fora de casa durante alguns dias.

Por isso, é preciso organizar a agenda de cada um para conciliar as atividades. Deixe claro com as crianças qual é o seu horário de trabalho e qual deve ser o horário de estudo delas.

Divida as tarefas domésticas entre todos os membros da família, assim ninguém ficará sobrecarregado e todos aprendem a importância de participar dos cuidados da casa.


3. Participar da vida escolar das crianças

Acompanhar a educação dos filhos não significa apenas participar das reuniões de pais ou dos eventos comemorativos da escola. É acompanhar de perto a execução das lições de casa, participar de todo o processo.

Durante o período de quarentena, em que as crianças ainda não podem voltar à escola, isso é ainda mais importante. É preciso estimular o conhecimento com atividades educativas, acompanhar o desenvolvimento das aulas online e explicar que este tempo em casa não é sinônimo de férias.

4. Criar tempo de qualidade

Não é porque estamos convivendo 24h por dia que devemos nos esquecer de nutrir nossas relações afetivas com nossos filhos e cônjuges. Na verdade, é exatamente o contrário.

Com mais tempo livre em casa, podemos aproveitar para curtir a companhia daqueles que amamos, seja para assistir um filme juntos, jogar um jogo de tabuleiro ou mesmo para colocar a conversa em dia. O importante é estar 100% presente, se dedicando a aprender mais sobre o outro e fazê-lo feliz.

5. Respeitar as diferenças

Ao mesmo tempo que buscamos atividades para integrar toda a família, é preciso respeitar o espaço e a forma de se relacionar de cada um. Afinal, se o momento de convivência não for prazeroso para todos, qual o sentido de fazê-lo?

Então, a ideia é buscar o equilíbrio. Tem sempre aquela pessoa que prefere ficar mais tempo sozinha, fazendo suas próprias coisas, e é preciso respeitar. Mas não deixe que isso se transforme em isolamento. Compreenda que cada um se relaciona de uma forma e promova encontros que sejam proveitosos para todos.

6. Estar disponível para o outro

Como dissemos, cada pessoa tem uma forma de se relacionar e de lidar com os problemas. Especialmente as crianças, que estão ainda se descobrindo no mundo.

Por isso, esteja disposto a ouvir quando alguém te procurar para pedir ajuda. Ou ainda: esteja atento aos sinais de cada um, para entender quando esse pedido vem de forma silenciosa. Esteja presente de verdade, escute, largue o celular enquanto estiver conversando. Olhe no olho e mostre que a pessoa pode contar com você.

7. Dedicar um tempo para si

Sabemos que essa pode ser uma tarefa complicada, especialmente agora, com convívio familiar 24h por dia. Mas procure um cantinho em que você possa ficar sozinho, refletindo, fazendo exercícios, lendo um livro ou escutando música.

Tirar esse tempo de autocuidado é fundamental para que você possa se renovar e posteriormente cuidar daqueles que ama.

Como dissemos no início, o tempo de isolamento social representa um grande desafio para as famílias, mas também é uma excelente oportunidade de fortalecer os vínculos, criar tradições e transmitir valores como união, respeito e amor. Aproveite!




70 visualizações0 comentário

Inscreva-se. É GRATUITO!

Deixe seu nome e telefone que enviaremos as atualizações do nosso conteúdo semanalmente em seu WhatsApp.

Assine a nossa newsletter

Política de Privacidade

© 2020 conteúdo criado por Colégio Educacional Evangélico.

www.educacionalevangelico.com.br

Curitiba - PR