Como manter a motivação durante a quarentena?

Atualizado: 24 de Nov de 2020


Manter-se motivado e animado em busca de sonhos e objetivos tem sido cada vez mais difícil atualmente, quando a pandemia do novo coronavírus cerceou nossas vidas de muitas liberdades e possibilidades.

No início da quarentena, quando ainda pensávamos que o isolamento social iria durar poucas semanas, muita gente se empolgou com a oportunidade de dar uma geral no guarda-roupas, nos armários da casa e ter mais tempo livre para relaxar.

Mas conforme os dias se transformaram em meses, essa animação também foi se esvaziando. Tarefas que eram prazerosas, como reorganizar a casa se tornaram entediantes, sem sentido.

Por que isso acontece? Como melhorar nossa motivação, mesmo em tempos de dificuldade? Neste artigo, falaremos um pouco mais sobre esse tema tão importante, confira!

Motivação: o que é e de onde vem?

A palavra “motivação” está amplamente presente em nosso cotidiano. Afinal, todo mundo quer se sentir incentivado e cheio de energia para conquistar suas metas e objetivos, sejam pessoais ou profissionais. Isso porque a motivação está diretamente ligada ao nosso senso de realização, sucesso e felicidade.

Mas de onde exatamente vem a motivação? E como nos manter motivados, mesmo quando as circunstâncias não são tão favoráveis?

Existem dois tipos de motivação: a extrínseca e a intrínseca.

A motivação extrínseca é baseada em fatores externos, tais como os incentivos e recompensas oferecidos pelas empresas aos seus funcionários. Trata-se de ações com efeitos temporários em nossas vidas. Uma pessoa que recebe um aumento ou um prêmio logo se acostuma com isso e perde a motivação que tais incentivos oferecem.

Por outro lado, a motivação intrínseca é baseada em fatores internos tem uma origem muito mais profunda. Ela está intimamente ligada aos nossos sonhos, propósito e identidade, se relacionando muito mais ao nosso senso de realização pessoal do que a motivação extrínseca.

Uma vez que está muito mais relacionada aos nossos sonhos e ambições pessoais, a motivação intrínseca pode anular ou potencializar os efeitos das motivações extrínsecas.

É por isso que, quando uma pessoa não consegue se manter automotivada, nem mesmo o melhor emprego do mundo consegue despertar seu melhor desempenho. O oposto também é válido: quando a sua motivação interna está bem estabelecida, um cenário repleto de adversidades não será capaz de parar essa pessoa na busca por seus objetivos.


Como manter a motivação?

Ainda que o contexto mundial atual seja um tanto quanto catastrófico, não há como negar que essa é uma ótima oportunidade para desacelerarmos e refletirmos sobre o que realmente nos interessa, sobre o que queremos priorizar em nossas vidas.

E é justamente essa constatação que irá nos devolver o ânimo. Perceber e agir na direção do que realmente nos importa é a solução contra o sentimento de tédio e exaustão que o período de quarentena despertou em nós.

Então, para aumentar seus níveis de motivação, a primeira coisa a se fazer é estabelecer um objetivo, uma meta. Afinal, se você não tiver um motivo pelo qual começar (ou continuar), não faz sentido gastar seu tempo e energia indo por um caminho que não sabe onde vai dar.

É comprovado que, sem uma direção pela qual seguir, estaremos muito mais suscetíveis ao desânimo e à desistência. Por outro lado, quando sabemos aonde queremos chegar e vemos os resultados de nossos esforços, nossa motivação aumenta.

Então, estabeleça um objetivo viável de ser atingido durante esse período tão desafiador da pandemia. Depois, destrinche esse objetivo em outros objetivos menores, mais fáceis de serem atingidos – mas não simplifique demais, para que o efeito não seja o contrário. À medida que cada pequena tarefa for concluída, comemore e reconheça suas conquistas. Assim fica mais fácil se manter com o ânimo lá em cima!


Pequenas conquistas, grande motivação

É fácil perceber que nossa vida pessoal tem uma influência muito grande em nosso sentimento de realização profissional. Qual algo não vai bem no casamento, por exemplo, logo ficamos desanimados no trabalho. Isso porque tudo em nossa vida está interligado, somos um somatório de eventos, não há como dissociarmos uma coisa da outra.

Por isso, a motivação é a chave para o nosso sucesso pessoal e profissional. E não se trata de acumular fortunas ou ser a pessoa mais feliz do mundo, mas sim de reconhecer nossos pequenos sucessos diários, seja no cuidado com a casa e com as crianças ou no trabalho, atingindo metas factíveis e recompensadoras.




22 visualizações0 comentário

Inscreva-se. É GRATUITO!

Deixe seu nome e telefone que enviaremos as atualizações do nosso conteúdo semanalmente em seu WhatsApp.

Assine a nossa newsletter

Política de Privacidade

© 2020 conteúdo criado por Colégio Educacional Evangélico.

www.educacionalevangelico.com.br

Curitiba - PR